sábado, 16 de janeiro de 2016

UM NOVO MANDAMENTO ACERCA DO AMOR



Em certa ocasião Jesus teceu um comentário elogioso a um religioso que indagava o que deveria fazer para herdar a vida eterna. Jesus, sem dar respostas diretas como fazia muitas vezes, estimula o doutor da lei [religiosa] a responder e este respondeu bem:


"E, respondendo ele, disse: Amarás ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todas as tuas forças, e de todo o teu entendimento, e ao teu próximo como a ti mesmo. E disse-lhe: Respondeste bem; faze isso, e viverás."


 Contudo, embora seja essa a síntese no Antigo Testamento, pois  o amarás o próximo como a si mesmo também já constava em Lv 19.18, Jesus optou por dar aos homens um novo mandamento.

No que diz respeito ao amar a Deus sobre todas as coisas, com certeza prevalece, mas o "amar o próximo como a si mesmo", este sofreu alteração, e isso pelo próprio Jesus. Lembra-se? Os textos estão em Jo 13.34 e 15.12.

13. 34: "Novo mandamento vos dou: que vos ameis uns aos outros; assim como eu vos amei, que também vos ameis uns aos outros."

15.12: "O meu mandamento é este: que vos ameis uns aos outros, assim como eu vos amei."

A mudança é brutal, pois agora o parâmetro para amar ao próximo não é mais o que professa a Deus e como ama a si mesmo, mas o padrão é o amor de Cristo. Se observado este mandamento, quantos problemas evitaríamos em nosso meio, todos? Talvez grande parte deles... quase todos.

Nunca é demais relembrar que quem odeia o irmão e diz amar a Deus é mentiroso (1 Jo 4.20), para João, é impossível amar a Deus e odiar o próximo. Mais grave ainda, é considerar o versículo 8 do mesmo capítulo, pois João afirma que quem não ama não conhece a Deus. Simples assim, quem não ama não procede de Deus (v. 7), não nasceu dEle.

Ir aos cultos, cumprir um conjunto de regras, observar "pode" e "não pode" não atesta que ninguém é cristão, ou salvo, ou filho de Deus. São os frutos que atestam quem somos.

O mundo precisa ouvir o Evangelho e crer em Cristo, correto? Mas não basta somente pregar, falar, gravar DVDs com mensagens etc., o mundo precisa VER, sim, VER que amamos uns aos outros. O próprio Jesus o disse, confira:

"Nisto conhecerão que sois meus discípulos: se tiverdes amor uns pelos outros." (Jo 13.35)

Mais à frente, orando por nós, clamou o Messias: "... a fim de que todos sejam um; e como és tu, ó Pai, em mim e eu em ti, também sejam eles em nós; para que o mundo creia que tu me enviaste." (Jo 17.21)

Queremos que o mundo creia mais, amemos não só de palavra, mas em verdade.

Por fim, a caridade não pode ser, não é e nunca será o meio para salvação; a salvação é pela graça (Ef 2.8), dada por Deus, oferecida ao homem que deve acenar positivamente para o chamamento divino, sendo justificado e santificado, exigindo-se, daí em diante, que tal encontro com o Eterno seja demonstrado em obras, na prática, no dia a dia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"PAI-NOSSO - SLIDES PARA LIÇÃO 06, DE JOVENS, CPAD, 2º TRIMESTRE DE 2017

Lição 06 Jovens - "Pai-Nosso" - 2º Trimestre de 2017/ Lições Bíblicas CPAD de João Paulo Silva Mendes Lição 06 Jovens...