terça-feira, 28 de dezembro de 2010

NO "ESTADO DE SÃO PAULO", CRÍTICA À PL QUE BENEFICIA AMANTE

Abaixo um artigo publicado no site CONJUR que trata sobre o PL 674/07 que prevê, dentre outros, o benefício da pensão para amantes, isso mesmo, amante, aquela com quem um homem casado adultera.

É óbvio que do diante de DEUS o adultério é PECADO, pois transgride o propósito daquele que criou o matrimônio, que criou o relacionamento de homem e mulher.
Em Malaquias Deus adverte o povo acerca da infidelidade conjugal, veja:

" Ainda fazeis isto outra vez, cobrindo o altar do SENHOR de lágrimas, com choro e com gemidos; de sorte que ele não olha mais para a oferta, nem a aceitará com prazer da vossa mão.
E dizeis: Por quê? Porque o SENHOR foi testemunha entre ti e a mulher da tua mocidade, com a qual tu foste desleal, sendo ela a tua companheira, e a mulher da tua aliança.
E não fez ele somente um, ainda que lhe sobrava o espírito? E por que somente um? Ele buscava uma descendência para Deus. Portanto guardai-vos em vosso espírito, e ninguém seja infiel para com a mulher da sua mocidade.
Porque o SENHOR, o Deus de Israel diz que odeia o repúdio, e aquele que encobre a violência com a sua roupa, diz o SENHOR dos Exércitos; portanto guardai-vos em vosso espírito, e não sejais desleais." Ml 2.13-16

"Projeto de lei provoca bigamia e adultério

[Editorial do jornal O Estado de S. Paulo publicado neste domingo (26/12)]

Os projetos de lei que a Câmara e o Senado aprovaram de afogadilho nas últimas semanas, antes do término da atual legislatura, não se limitam a conceder aumentos imorais, promover trens da alegria, aumentar os gastos do Tesouro e agravar a má qualidade do gasto público. Alguns se destacam também por suas implicações éticas, com graves consequências sobre os usos e costumes da sociedade brasileira.

É esse o caso do Projeto de Lei 674/07, que foi aprovado em caráter terminativo pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), presentes apenas 3 deputados - apesar de 39 terem assinado a lista de presença. O projeto, que segue para o Senado, é de autoria do deputado Sérgio Barradas Carneiro (PT-BA) e foi apresentado sob a justificativa de "atualizar" e "modernizar" o Código Civil no capítulo do direito de família, abarcando temas como dissolução de laços conjugais, adoção, pagamento de pensão alimentícia e alteração do regime de bens por meio de escritura pública.

Embora o novo Código Civil tenha entrado em vigor há apenas oito anos, substituindo o velho Código concebido por Clóvis Bevilaqua na primeira década do século 20, o parlamentar baiano alega que ele é fruto de um projeto escrito pelo jurista Miguel Reale entre 1968 e 1972, quando eram outras as condições políticas, econômicas, sociais e culturais do País. Como os valores morais do século 21 não são os mesmos dos das décadas finais do século 20, seria necessário atualizar tanto a legislação quanto a jurisprudência dos tribunais, afirma Barradas Carneiro.

Com o objetivo de instituir um "Estatuto das Famílias", ele reuniu num único texto dispositivos jurídicos que já constam da Constituição de 88, do Código Civil de 2002 e até mesmo do Código de Processo Civil de 1973 - que está sendo reformulado pelo Senado.

Além disso, com o apoio do Instituto Brasileiro de Direito de Família (IBDFAM), Carneiro incorporou ao projeto emendas constitucionais e leis aprovadas há seis meses que mudaram as regras do divórcio, eliminaram a figura jurídica da separação judicial e revogaram o limite de idade máxima para a pessoa se casar sob o regime de comunhão de bens, que hoje é de 70 anos. O deputado também introduziu algumas inovações na regulação das relações matrimoniais e familiares.

O resultado é um monstrengo jurídico. Entre outros absurdos, a pretexto de defender a família, o projeto prevê que "a união formada em desacordo aos impedimentos legais não exclui os deveres de assistência e a partilha de bens". Trocando em miúdos, ele impõe ao marido a obrigação de pagar pensão não apenas para a mulher com quem é legalmente casado, mas, igualmente, para a amante. Esta teria prerrogativas idênticas aos da esposa oficial - inclusive o direito à partilha de bens.

Segundo a vice-presidente do IBDFAM, Maria Berenice Dias, que se apresenta como autora intelectual do projeto do deputado Sérgio Carneiro, o Código Civil seria leniente com o homem que tem mais de uma mulher e beneficiaria somente a esposa, deixando a "outra" ao desamparo. Com o Estatuto das Famílias, "o homem passa a se responsabilizar pelas duas", afirma Dias, depois de esclarecer que a inovação não se aplica a eventuais casos extraconjugais. Para pleitear pagamento de pensão e até herança, a amante teria de provar a "estabilidade da união".

O projeto aprovado a toque de caixa pela CCJ da Câmara, sob o pretexto de aumentar as responsabilidades jurídicas dos maridos em suas relações afetivas, na prática institucionaliza a bigamia e o adultério. Em vez de reforçar os laços matrimoniais e fortalecer a unidade da família, como afirmam seus autores, ele acarreta efeitos diametralmente opostos.

Em resposta às fortes críticas feitas ao projeto por vários setores da sociedade, o IBDFAM distribuiu nota classificando-as como açodadas, moralistas e juridicamente infundadas e afirmando que o direito de família não pode ser tratado com base em preconceitos e tabus. São palavras vazias, diante de um texto juridicamente estapafúrdio e moralmente discutível."

fonte: CONJUR

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

ABAIXO-ASSINADO CONTRA O KIT GAY

Abaixo o texto do abaixo-assinado contra a escandalosa manobra denunciada pelo Jair Bolsonaro. (Se não viu o vídeo no post anterior veja agora).




Somos contra o maior escândalo deste País, o KIT GAY
Não aceitamos que nossas crianças de 7,8,9 e 10 anos recebam esse tal de KIT GAY.
Neste Kit Gay há 2 vídeos com o Titulo Contra homofobia, mas na verdade nesses vídeos contém mensagens subliminares para as nossas crianças, induzindo-as a homossexualidade.
Uma coisa é preconceito...Outra coisa é fazer apologia ao homossexualismo!!!


Neste Kit Gay, na verdade, é um estímulo ao homossexualismo e incentivo a promiscuidade e a confusão de discernimento da criança sobre o conceito de família.

Na primeira das histórias homossexuais do Kit Gay, segundo o Jornal da Câmara dos Deputados, mostra-se um garoto chamado Ricardo, de 14 anos que, certa hora, vai ao banheiro urinar e encontra um colega seu. Enquanto ele urina, Ricardo dá uma olhada para o lado e vê o pênis de seu amigo e se apaixona pelo garoto. Ao retornar para a sala de aula, a professora da classe chama o menino pelo seu nome (Ricardo), onde o mesmo cerra seus lábios, pois não quer ser chamado de Ricardo, e diz que quer ser chamado de "Bianca".
Na outra história do Kit Gay, o comportamento de duas meninas lésbicas de aproximadamente 13 anos de idade é posto como exemplar para as outras, e a comissão ainda discutiu a profundidade que a língua de uma menina deve entrar na boca da outra ao realizar o beijo lésbico para os vídeos(Kit Gay), que já estão em fase de licitação para começarem a serem distribuídos em todos a escolas estaduais e municipais do PAÍS.
Uma coisa é preconceito, outra coisa é APOLOGIA AO HOMOSSEXUALISMO!!!

Façam valer imediatamente nossos valores contra essa imposição que querem colocar para as nossas crianças.

Essa comissão de Direitos Humanos e Minorias que nós colocar o escárnio da sociedade. Eles querem aliciar nossas crianças com esse KIT GAY.


Os signatários

Clique aqui para assinar

segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

SOBRE O PESO DA MORALIDADE E A RELIGIOSADE DO BRASILEIRO.

A balança evidência a ideia de equilíbrio, de balancear algo ou alguma coisa de forma que haja de ambas as partes igualdade, isso aplica-se não só no cotidiano da vida do homem em relação aos negócios, mas também acerca do conceito que construímos sobre moralidade para nossa vida e nossa cosmovisão.

Segundo estatísticas o Brasil se divide da seguinte forma quanto à religiosidade:
Religiões no Brasil (Censo de 2000)[1]
Religião

Porcentagem
Catolicismo
73,8%
Protestantismo
15,4%
Sem religião
7,4%
Espiritismo
1,3%
Outros

fonte: wilkipédia

Ora, a maioria dos brasileiros são declaradamente católicos. Mas o que é ser católico? Bom, em tese é ser cristão, seguidor de Cristo; e quem é seguidor de Cristo conhece-O pela Bíblia Sagrada, única fonte que o descreve como Filho do Deus Altíssimo, Salvador e Senhor. Mas se o Brasil tem mais de 70% de sua população católica, que seguem aos ensinamentos bíblicos, por quê somos uma nação tão corrupta, que anda tão distante dos padrões bíblicos, que tem uma população carcerária gigantesca, que registra altos índices de homicídios, que tem milhares de adolescentes, jovens e adultos mergulhados na prostituição, que vê morrer a cada dia milhares em função das drogas?
É claro que se todos que se dizem católicos o fossem de fato, se observassem o exemplo de Atos 17.11, no mínimo, não concordariam com os desvios, primeiramente, internos.


Mas cabe outro pensamento também aqui. Por quê a maior nação Pentecostal do Mundo, que conta com quase 30 milhões de evangélicos não é relevante no cenário político do País, na educação, na mídia, no assistência social em nível nacional? Algo está errado. São muitas pessoas indo à igreja, abrindo a boca para bendizerem a Deus, mas de fato, no dia-a-dia de trabalho, nas relações pessoais e política em todos os níveis, o comportamento do povo evangélico não é SAL, não é LUZ.
Não seria justo atribuir tal cenário apenas a uma parcela dos líderes religiosos que não cumprem seus papéis pastorais, mas dividem a parcela com eles os cristãos que sabem como devem se comportar e não o fazem, que ignoram a instrução de Deus através de homens comprometidos com o Reino, através das Sagradas Escrituras, do Seu Santo Espírito.

É muito clara a divisão que nos impuseram e aceitamos, que há uma dicotomia entre vida particular e vida pública, fato/valor. Mas o Eterno Deus deixa-nos registrado outro pilar para que edifiquemos nosso comportamento social e particular: "... somos embaixadores em nome de Cristo, como se Deus exortasse por nosso intermédio..." II Co 5.20. Somos embaixadores no mundo, durante nossa existência, em todos os níveis de relacionamento e e comprometimento, dentro e fora do "aquário gospel.

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

MINORIA GAY QUER ORIENTAR CRIANÇAS NO BRASIL À HOMOSSEXUALIDADE

O vídeo abaixo contém o relato do deputador Jair Bossonaro onde se mostra indignado com a covarde artimanha do movimento gay no Brasil, pois objetivam a divulgação no próximo ano, em milhares escolas do Brasil, do chamado "kit gay", uma forma, segundo o deputado, de ensinar ciranças do ensido fundamental que o comportamento homossexual é algo que deve ser assimilado por todos como louvável.




Que os homossexuais mergulhem nas práticas sexuais que são contrárias à natureza humana ninguém podem impedir, afinal têm a liberdade de fazê-lo, mas querer fazer-nos engolir essa instrução para as crianças de nosso país é absurdo. No Estado Democrático de Direito todos têm o direito de manifestar sua opinião, comportar-se de forma diferente, desde que não fira os direitos de outrem, mas a opinião da minoria não deve prevalacer sobre a massacrante vontade e visão da maioria. Imaginem quando houver uma minoria barulhenta que é a favor da aprovação da pedofilia, poderão usar as mesmas alegações que a minoria LGBT.

Mais grave é o fato de esse comportamento homossexual ser totalmente uma manifestação da desobediência à vontade de quem criou o ser humano. É clássico o trecho de Romanos 1.27 em que o apóstolo Paulo deixa registrado o seguinte: "semelhantemente, os homens também, deixando o contato natural da mulher, se inflamaram mutamente em sua sensualidade, comentedo torpeza, homens com homens, e recebendo em si mesmos, a merecida punição do seu erro".

Nós temos o direito dizer, e sempre diremos, que o comportamento homoessuxal é CONTRÁRIO À NATUREZA HUMANA, CONTRÁRIO À VONTADE DAQUELE QUE CRIOU O HOMEM, CONTRÁRIO AOS BONS COSTUMES, constitui-se PECADO.

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

ESPERAR EM DEUS, COMO PARECE DIFÍCIL.

Quando ouvimos a expressão "esperar em Deus", parece-nos algo tão simples, tão fácil de ser praticado, mas a verdade é que não é tão simples assim; esperar em Deus é mais que o simples conselho que ouvimos e transmitimos: espere em Deus. Esperar em Deus, descansar nEle, é um verdadeiro exercício de confiança, de aferimento de nossa fé, de teste às nossas bases no Evangelho. Digo isso quando se trata de circunstâncias em nossas vidas que nos trazem ansiedade, aflição, desespero, quando estamos diante de algo, um problema, que nosso esforços nada podem, nada movem, nada produzem, a não ser o esforço da oração, que nos leva entender a mais preciosa verdade acerca de nossa relação com o Eterno: que somos dependentes dEle; aqui é muito pertinente citar Hank Hanegraff em seu livro "A Oração de Jesus": "...nossa súplicas são, em si mesmas, o reconhecimento de nossa dependência dEle. Isto já é razão suficiente para orarmos sem cessar."

A nós mortais Ele diz, ainda que tudo pareça mover-se e estar fora do lugar: "Aquietai-vos e sabei que Eu sou Deus..", e mais: "O Senhor dos Exércitos está conosco, o Deus de Jacó é o nosso refúgio."

Espere nEle.

domingo, 31 de outubro de 2010

A nova presidenta do BRASIL- Dilma venceu

Eis a opção do povo brasileiro:

55.553.702 votos 56%












43.627.513 votos 44 %


"Padres e bispos da igreja estão longe de terem a influência que os pastores evangélicos têm"



A afirmçaõ do cientista político evidencia o porquê do interesse tão grande de Dilma e Serra no voto dos evangélicos, afinal representamos uma grande fatia do eleitorado. Em muitos cantos do Brasil pastores induziram os fiéis a votarem por interesse pólitco, outros incentivaram suas ovelhas a votarem baseados na moral e ética cristã que se viu em perigo em muitas propostas, outros apenas optaram por dizer ao seu público para que orassem e votassem de forma sábia. Resta saber o limite entre uma afirmação para ganhar votos e o que de fará o que canditado eleito.

Nesta eleição vimos o quanto o povo evangélico tem força, se bem organizado e focado nos propósitos cristãos... de fato olhariam para nós com outros olhos.

Abaixo um trecho da reportagem do jornal O GLOBO que trata sobre o tema:

"De acordo com levantamento do cientista político Antonio Lavareda, o segmento evangélico representa 25% do eleitorado brasileiro - cerca de 34 milhões de pessoas. E, na avaliação do pesquisador, a influência dos líderes religiosos sobre os fiéis é maior no caso dos evangélicos.

- Pesquisas têm apontado que o contingente evangélico tem maior capacidade de ser influenciado pelos seus bispos e pastores do que o contingente dos católicos - diz Lavareda.


- Temos 62% do eleitorado se dizendo católico, mas padres e bispos da igreja estão longe de terem a influência que os pastores evangélicos têm - compara o cientista político, que é especialista no estudo de processos eleitorais e foi consultor de comunicação nas candidaturas presidenciais de Fernando Henrique Cardoso.

Lavareda diz que a sociedade brasileira é eminentemente religiosa e que o circuito das igrejas sempre foi um instrumento fundamental nas agendas de campanhas.


- Todos os candidatos precisam interagir com as igrejas, frequentar os templos, ser apresentados por padres e pastores aos eleitores. É um ingrediente típico na disputa - afirma."

Teste seus conhecimentos sobre os presidentes do Brasil

Teste seus conhecimentos sobre os presidentes do Brasil neste jogo. Quanto você sabe sobre a história dos homens que governaram nosso país?
Clique aqui.

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Um deles, 100%, o outro não.

Em meio à discussão acerca da pessoa da Cristo, ocorre-me um episódio vivenciado por um integrante da liderança de departamento de jovens e adolescentes no interior do país.
Passei alguns anos de minha curta existência assentado em um banco universitário estudando números, diariamente, e aqui vejo uma oportunidade para aplicar a os "100%" que está em debate. Sobre a discussão a que me refiro não vou adentrar, até porque os artigos que estão disponíveis já consumirão um bom tempo de quem realmente quer entender a questão. Mas vamos ao acontecido no interior do Brasil:

Um jovem que participava da liderança de um departamento de jovens e adolescentes procurava um pregador para a festividade do ano, ao ligar para um dos ministros que decidira convidar, o mesmo disse que não poderia atender naquela data, mas indicara outro servo. Ele ligou então para o pastor indicado, que prontamente atendeu o pedido e disse que atenderia a agenda.
Dado o dia do evento o pastor chegou à Igreja, foi recebido com alegria, e ansiosos estavam os que o convidaram para o evento, desejando que a primeira ministração ocorresse; e assim se foi a noite de uma sexta feira de 2008. Na manhã de sábado, era feriado, a igreja de pouco mais de 400 membros não estava lotada, mas havia muitos jovens no local; ao chegar o momento do pastor ministrar a Palavra de Deus ele o fez com graça, passaram-se mais de 60 minutos e os ouvintes não se cansaram, muitos menos o ministro, que sugeriu que todos voltassem após a refeição, em torno de 14:00.
Como o pregador sugeriu assim aconteceu, às 14:00 estava lá o jovem pastor ensinando agora a um número menor que o que se encontrava pela manhã, eram, talvez, apenas uns 30 jovens e poucos casados, mas o ensinador não olhou para isso, antes entregou-se à Deus na oportunidade que teve e foi instrumento do Senhor naquela tarde também.
Na manhã de Domingo todos esperavam a ultima participação do pregador, disseram: passaremos a oportunidade a ele minutos antes, para que possamos ouvi-lo durante mais tempo .Naquela manhã havia centenas de pessoas no templo; o pregador iniciou a exposição das escrituras, e com poder e graça expôs o conselho de Deus, com intrepidez.Ouviu-se naquela manhã a voz do Senhor de forma clara.
Todos lamentaram o fim da participação daquele mestre, ele se foi, mas o exemplo ficou. Não havia o que reclamar naqueles dias, apesar de o servo ser pecador como todos os homens, podia-se dizer: 100%, foi ótimo.

Em 2009 o mesmo líder de departamento insiste uma vez mais com o primeiro pregador que havia desejado convidar em 2008, aquele que indicara o jovem pastor que foi usado poderosamente pelo Senhor; agora sim conseguira agendar o pregador para o evento anual, disse ele consigo: graças a Deus, certamente Deus nos abençoará como dantes. O pregador agendado era conhecidíssimo, muito visitado na web, bem mais que o de 2008.
Aproximou-se a data do evento e alguns contratempos de agenda e voos ameaçavam impedir a vinda do pregador, mas o jovem líder de departamento insistia com a ideia até que conseguira, após ter perdido uma viagem pela TAM que sofrera alteração em seus planos de voos, conseguiu a viagem do pregador através da GOL. Assim, estava tudo pronto para a participação do pregador muito conhecido por seus artigos que arrastavam muitos comentários e atraíam a atenção de muitos.

Chegada a data do evento o pregador chegou ao local do evento; a primeira noite houve um culto de abertura e na mahã seguinte o ministro convidado teria oportunidade de pregar a Palavra. Na manhã de sábado foi-lhe cedida a oportunidade por volta de 10:30 da manhã, ele ensinou de acordo com a Palavra de Deus, seguindo um roteiro que havia enviado antes em uma apostila que nortearia as preleções, assim aconteceu na manhã do primeiro dia. Como havia ocorrido em 2008 o departamento aniversariante pensou que poderiam fazer um momento na tarde de sábado onde teriam perguntas dos jovens e adolescentes ao pregador, por responder questões um tanto polêmicas, muitas de forma bem esclarecedora, muitos jovens queriam ouvi-lo. Chegada a tarde eram poucos os que estavam no templo; igreja de tamanho razoável, mas com apenas uns 20 a 30 pessoas. Como no ano anterior o pregador jovem fez questão, esforçou-se e mostrou boa vontade para estar um pouco mais com uns poucos jovens, pensaram que seria igual, mas... ao chegar ao templo e ver que eram poucas as pessoas o preletor não sentiu-se bem, e demonstrou isso claramente ao ler um trecho da Bíblia, continuar a palestra que havia iniciado pela manhã, falar uns 5 minutos e encerrar claramente irritado com a situação, talvez pelo pequeno número de pessoas ou outro motivo não declarado. Depois de uma conversa ao pé do ouvido, e insistir para que continuasse a preleção e respondesse às perguntas do público jovem ele consentiu, mas o estrago já era visível aos olhos de todos, pois havia se mostrado irritado diante de muitas pessoas. Muitos ficaram descepcionados, constrangidos; o que o convidou entristecido e envergonhado. Dali em diante não foi a mesma coisa, a empolgação se foi de alguns, e ainda havia a participação de Domingo pela manhã.

Chega Domingo, no horário separado para a preleção o pregador toma o microfone, inicia de onde havia parado no Sábado, continua a apostila. Como houvera o incidente de Sábado a tarde, alguns já não vieram tão entusiasmados.
Em dado momento o celular do preletor toca em meio à preleção, vejam, mais um fato que cooperaria para alguns comentários e observações, pois segundo o preletor muitos erros devem ser evitados pelo pregador, acrescente-se o celular tocar e a exposição ter que ser interrompida.
E assim encerrou-se a participação do pregador.


Esses fatos podem nos fazer pensar um pouco sobre como vemos servos de Deus que estão em evidência. Primeiro, ninguém é ímune a erros; apesar de os dois pastores mencionados serem servos de Deus vimos que se mostraram com diferentes comportamentos diante da missão que tinham de pregar a Palavra de Deus. Fato é que, quem muito cobra uma hora ou outra será cobrado, pois é natural o falhar, bom é que nos comportemos como servos diante de nossos erros, e vigiemos para que não nos vejamos em outro sem que percebamos e nos arrependamos.
O Jovem pastor mostrou-se amante do ensino, não colocou obstáculos para ensinar a Palavra, esforçou-se muito e foi bem visto aos olhos de todos. O outro pastor, apesar de ser muito criterioso, não passaria pelo próprio crivo.
Mas lembre-se, todos os dois são servos do Senhor, mas com certeza um deles faltou nesse dia, e medindo-o nessa ocasião com a medida com que mede, foi achado em falta.

Esse artigo neste pequeno e pouco visitado espaço da grande rede, é apenas para que se faça conhecer de um fato ocorrido, para que os irmãos pensem e orem bem antes de qualquer convite ao pregadores, cantores e tal; que não vejamos como o homem vê, mas como o Senhor, e que também analisemos quem quer que seja com mais cuidado antes de tecer comentários, pois certamente há muitas qualidades, ou não, que são vistas além dos escritos na web.
O Senhor abenço tanto um como o outro, e que cresçam na Graça e conhecimento daquele que nos chamou das trevas para Sua maravilhosa luz.
Os frutos falam muito mais quem somos, e os frutos que vimos foram os relatados acima. Um dos servos foi 100% ( não perfeito, digo, mas irrepreensível aos olhos dos que o viram e ouviram), o outro, não posso usar percentuais exatos, menos de 100%.
Obs. o artigo foi iniciado dia 24/10, e só postado dia 27.

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

O Que faço se não tenho a alegria que deveria ter em Deus? - John Piper

A alegria que podemos desfrutar em Cristo é fruto também de nosso esforço em obedecê-lo; a obra de Cristo é suficiente, mas devemos seguir as orientações de sua Palavra para desfrutarmos da abundante alegria que nEle podemos gozar mesmo em meio às dificuldades.


segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Onde colocaram Cristo?

"Ide por todo o mundo e pregai o Evangelho a toda criatura", essa foi a mensagem deixada por Cristo, registrada em Mc 16.15. Tal passagem é uma das mais conhecidas do texto bíblico, porém a que se refere?
Bom, quando vemos a pregação de Pedro em At 2, ali vemos que o centro da pregação era Cristo; Estevão em At 7 também pregou acerca de Cristo, iniciando de Abraão e chegando até o Salvador. O exemplo de Pedro e Estevão mostra-nos homens pregando a Cristo, isso mesmo, aquele que é o centro do Evangelho, Evangelho é o que Cristo ordenou que se pregasse.
Mas o que é o Evangelho? São as boas novas de salvação, que trazem esperança ao homem, a possibilidade de ele ser resgatado para o Seu Criador, pois através de um homem entrou o pecado no mundo, mas através de um só - Cristo - entrou a salvação.

O motivo da reflexão é que não compreendo como alguns cultos dominicais, onde encontramos com frequência ímpios, não se prega a mensagem do Evangelho, não se fala da cruz de Cristo, das boas novas. Vivemos dias difíceis, onde aqueles que zelam por pregar a genuína mensagem bíblica encontram dificuldades com seu rebanho, imagine os que privam as ovelhas do bom alimento!
Não entendo quando não se fala de Cristo em 50 minutos de pregação, e depois indaga-se aos presentes se alguém quer aceitar a Jesus. Que Jesus? Ele não foi apresentado! Ás vezes Ele está fora daquilo que fundou! Como? Quem o retirou?

sábado, 16 de outubro de 2010

Para Serra, "Jesus é a verdade e a justiça"

Para Serra " Jesus é a verdade e a Justiça". A frase foi veiculada em campanha do presidenciável como se vê na imagem ao lado.
Serra também luta para ganhar o voto dos cristãos. Apesar de a frase no panfleto de Serra e a do blog da Dilma serem verdadeiras, não creio que nenhum dos dois creiam naquilo que estão expondo em seus nomes.
Mais uma tátitca para ganhar votos. Bom é que escolhamos um, que votemos, exerçamos nosso direito.
Enquanto isso, segue a campanha, e como Reinaldo Azevedo afirmou : "Preparem-se para os 15 dias mais sujos da história da política brasileira".

No blog da Dilma, "Só Jesus Salva"

Tem outro site que parece ser oficial www.dilma13.com.br , mas a imagem ao lado encontra-se nesse site: http://blogdadilma.blog.br/, que é defensor de Dilma para presidente.

Em que pontos chegamos na disputa eleitoral, agora querem manipular os cristãos deste país para alcançarem o Planalto. Quem vencerá ? Aqueles que são de fato cristãos, devem orar e examinar.

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Manifesto dos juristas de Cristo

Dias antes do primeiro turno, ao acessar o site do jurista Rogério Greco deparei-me com o título de um artigo que chamava a atenção, o título era: Manifesto dos Juristas de Cristo.
Nos estudos de Direito Penal as obras de Greco são de extrema utilidade, alguns chegam a colocá-lo como uma das maiores autoridades em Direito Penal no Brasil; mas tamanha foi minha surpresa ao tomar conhecimento que ele, dentre outros autores que consultamos na faculdade, se mobilizaram diante do fato ocorrido com o Pr Paschoal Piragine, que após expor suas convicções acerca do PT em um vídeo muito acessado na internet, foi ameaçado pelo líder do partido no PR. Os fatos se deram há alguns dias, mas para aqueles que não tomaram conhecimento do MANIFESTO, ei-lo:

“LIBERDADE DE EXPRESSÃO”

Nota dos Juristas de Cristo

Os membros integrantes do Grupo “Juristas de Cristo”, agrupamento que reúne diversos profissionais do Direito de diferentes correntes denominacionais, com a finalidade de reflexão sobre o Cristianismo e a Cidadania, abaixo assinados,

CONSIDERANDO a grande repercussão alcançada pelo posicionamento do pastor Paschoal Piragine Jr. (Primeira Igreja Batista em Curitiba/PR) sobre as eleições 2010, expressa nas mais de 1,3 milhão de exibições no Youtube em apenas duas semanas, e

CONSIDERANDO que no dia 06/09/2010, a rádio CBN Curitiba publicou declarações do presidente do PT/Paraná, o Deputado Estadual Enio Verri, no sentido de que o pastor Paschoal deveria ser processado e preso em razão daquele, assim se manifestam:

A Constituição da República de 1988, no art. 5º, IV, consagra a liberdade de manifestação do pensamento, assegurando a exteriorização da opinião e a ausência de censura. Tal viabiliza a existência de um Estado Democrático de Direito, pautado no respeito aos direitos e garantias fundamentais, e conclama todos a participarem das decisões políticas (lato sensu) do país. Dessa feita, opinar contra ou a favor de determinado partido político ou ideologia é direito de todo cidadão.

Ademais, o Cristianismo, a partir da perspectiva do homem criado à imagem e semelhança de Deus, pode ser considerado como fundador da dignidade humana e precursor dos direitos humanos, responsável, inclusive, pelo respeito instituído aos filhos e à mulher no casamento. As escolas confessionais cristãs, por sua vez, tiveram importante papel na educação do país, por exemplo, com a inclusão das mulheres, das crianças pequenas e de pessoas pobres nas salas de aula. Além disso, o respeito à vida e ao próximo, bem como a luta contra a injustiça e a desigualdade social, são uma marca essencialmente cristã, pois “como vós quereis que os homens vos façam, façais vós também a eles” (Lucas 6.31).

No mesmo sentido, a Bíblia orienta a que oremos e nos sujeitemos ao governo secular (Romanos 13.1-7 e 1 Timóteo 2.1-2), “para que tenhamos uma vida quieta e sossegada, em toda a piedade e honestidade”. Assim, é nesse importante momento das eleições que os cristãos – assim como todos os demais cidadãos –, livres para o exercício do voto e da manifestação política, identificam nos candidatos e partidos as ideologias que lhes agradam, processo que culmina na escolha daqueles que estão mais alinhados com o que acreditam ser o melhor para o país.

Não estamos, aqui, posicionando-nos contra ou a favor de qualquer partido político. Por certo, vários fatores importam para que haja convergência ou não de ideias. Repudiamos, contudo, e nisso não pode haver discordância, qualquer tentativa de ao menos abrandar a extensão do direito constitucional de livre manifestação do pensamento.

O legítimo debate democrático nunca deve admitir a anulação do sagrado direito de expressão de opinião, qualquer que seja seu emitente, pastor ou não. Se assim não for, teríamos de defender a tirania e a censura, o que, indubitavelmente, não é o melhor para o Brasil.

Era o que nos cumpria.

- Alexandre dos Santos Priess (SC) – Advogado e Professor Universitário

- Antonia Maria de Castro Silva (MA) – Servidora Pública Federal. Especialista em Direito e Processo do Trabalho e Processo Civil

- Antonio Carlos da Rosa Silva Junior (MG) – Bacharel em Direito (UFJF) e Oficial de Apoio Judicial (TJMG)

- Belcorígenes de S. Sampaio Jr. (BA) – Advogado, Professor De Direito Constitucional, Mestre em Direito pela UFPE, Mestre em Direito (D.E.A) pela Universidad e Burgus (Espanha), Doutorando em Direito pela Universidad de Burgos (Espanha)

- João Celso Moura de Castro (CE) – Advogado, Professor Universitário

- Fernanda Pontes Pimentel (RJ) – Professora/UFF, Mestre em Direito/UGF, Doutoranda em Sociologia e Direito/UFF

- Francisco Milton Araujo Junior (PA) – Juiz Federal do Trabalho, Mestre em Direito pela UFPA e Especialista em Higiene Ocupacional pela USP

- Isabel Karina Stein Souza (BA) – Advogada
- Jackson Salustiano (PA) – Advogado, Professor na UFPa

- Jean Carlos Dias (PA) – Advogado, Doutor em Direitos Fundamentais e Relações Sociais, Mestre em Instituições jurídico-políticas, Professor Universitário, Presidente da Comissao de Direitos Difusos da OAB/Pa

– João Damasceno Borges de Miranda (BA) – Advogado, professor universitário, consultor tributário e palestrante

- Ney Stany Morais Maranhão (PA) – Juiz Federal do Trabalho/PA, Mestre em Direito pela UFPA, Professor Universitário

- Paulo de Souza Freitas Júnior ( MT) – Advogado e Professor Universitário.
- Priscila da Mata Cavalcante – Promotora (PR) – Ministério Público do Paraná. Mestre em Direito Público pela UFBA

- Rodolfo Pamplona Filho (BA) – Juiz Titular da 1ª Vara do Trabalho de Salvador, Professor da UFBA e UNIFACS. Mestre e Doutor em Direito pela PUC/SP

- Rogério Greco (MG) – Procurador de Justiça do Ministério Público de Minas Gerais, Mestre em Ciências Penais pela UFMG e Doutor em Direito pela Universidade de Burgos/Espanha

- Sérgio Humberto de Quadros Sampaio (BA) – Juiz de Direito/BA, DEA em Direito pela Universidade de Burgos/Espanha, Doutorando em Direito pela Universidade de Burgos/Espanha

- Tatiana Larissa Mendes Sampaio (BA) – professora de Teoria do Estado e Ciência Política, bacharel em direito UESC, mestre em Humanidades – D.E.A. (Burgos – Espanha), doutoranda em Humanidades (Burgos/Espanha)

- Tiago Batista Freitas (BA) – Advogado, Professor Universitário, Mestre em Direito e Especialista em Direito Processual Civil pela UFBA

- William Douglas (RJ) – Juiz Federal/RJ, Professor, Mestre em Estado e Cidadania/UGF, Especialista em Políticas Públicas e Governo/EPPG-UFRJ"

Carta aos cristãos- Pr Elinaldo Renovato



Depois de ficar
ausente por algum tempo, após "retomar o blog", vejo a necessidade de fazer o que muitos blogueiros cristãos estão fazendo: cooperar para reflexão sobre o momento político.
Comecemos pela publicação de uma carta do Pr. Elinaldo Renovato, que "pesquei" no site Teologia e Graça, do Pr Esdras Bentho, nela uma reflexão sobre o PT e suas metas que ferem os princípios cristãos:


"Prezados irmãos em Cristo, e amigos de outras denominações
A Paz do Senhor

A CNBB mantém sua posição contrária à candidata do PT. E nós, evangélicos, também precisamos nos posicionar, como fizemos no primeiro turno das eleições de 2010. Graças a Deus, o Exmo. Sr. Presidente da República, a senhora Dilma, sua candidata, e o Partido dos Trabalhadores (O Partido do Aborto), reconhec eram a força do segmento evangélico, e dos católicos verdadeiros, que têm líderes autênticos, em sua religião.

Dona Dilma assinou o seu programa de governo, que é de conhecimento de todos, incluindo as determinações do famigerado Programa Nacional de Direitos Humanos, que prevê a descriminalização do aborto, a ponto de defender que a matança dos inocentes, dos seres humanos, em formação, seja liberada em qualquer estágio da gestação. Imagine uma mulher, com quase nove meses de gestação, praticar o aborto, no sistema de saúde, com total apoio da lei, e do governo!!

O ABORTO É CRIME HEDIONDO! Na entrevista à revista Marie Claire, dona Dilma afirmou com todas as palavras que é favorável ao infanticídio, usando aguamentos falaciosos, em defesa das mulheres pobres, que abortam em condições precárias. E, seguindo as declarações de seu Tutor Maior, presidente Lula, ela diz que aborto não é questão de foro íntimo, e, sim é uma "QUESTÃO DE SAÚDE PÚBLICA". Um absurdo vergonhoso!

Nós cremos que a vida é um dom de Deus. Só Ele pode dá-la, através das leis da reprodução humana, e só a Ele cabe tirá-la, direta ou indiretamente. Enquanto os materialistas do Partido do Aborto acham que o feto ou embrião é apenas um amontoado de céu lulas, sem nenhum direito à vida, lembremos o que diz a Bíblia:

"Pois possuíste o meu interior; entreceste-me no ventre de minha mãe. Eu te louvarei porque de um modo terrível e tão maravilhoso fui formado; maravilhosas são as tuas obras a e minha alma o sabe muito bem.... os teus olhos viram o meu corpo ainda informe" (Sl 139.13-15).

Deus vê o embrião, com suas células indiferenciadas, "o corpo ainda informe", como um ser humano, uma pessoa, e não um monte de tecidos a serem destruídos por ácido, ou arrancado, pedaço por pedaço, de modo violento, e lançado no lixo hospitalar.

Pois bem. A candidata do governo, atendendo aos anseios das feministas, materialistas, e à ala radical do Partido dos Trabalhadores, expressou que concorda com esse crime hediondo. Mas, agora, quando teve que amargar a ida para o segundo turno, a despeito de ter o apoio do "todo-poderoso" presidente Lula, que debocha de tudo e de todos, por causa de sua imensa popularidade, AGORA, ela vem a público para dizer que não apóia o aborto! Que oportunismo! Que desfaçatez! Que desprezo à inteligência e ao discernimento dos que não votaram nela!

Será que vamos nos deixar enganar por esse "canto de sereia" da candidata petista?

E mais: O PT, agora, temendo a derrota de sua candidata, resolve TIRAR O ABORTO DE SEU PROGRAMA PARA ESTANCAR QUEDA DE DILMA ENTRE RELIGIOSOS!! Só para eleger Dilma? E depois, quando a ONU pressionar; quando a Fundação Rockfeller, a Fundação Mac Arthur e inúmeras ONGS pressionarem, pelo cumprimento das "Metas do Milênio"? Será que, sendo eleita, Dilma vai deixar de atender?

O Presidente Lula disse que não queria as igrejas, tratando do assunto do aborto, pois seria "questão de saúde pública". E agora, é assunto dos evangélicos, dos católicos sérios? O PT já reconhece que o segmento evangélico tem algum valor?
Caros irmãos, Stálin prometeu liberdade religiosa. E sabemos o que deu. A constituição russa previa liberdade de culto. E vimos o que deu! As pessoas acreditaram. Fidel Castro prometeu liberdade. Vejam o que deu. Chávez prometeu liberdade. Sabemos o que está acontecendo na Venezuela. E nossos governantes, do Planalto apóiam esses ditadores! Dá para acreditar em Dilma, quando ela diz que não apóia o aborto? Se ela segue piamente a cartilha do Presidente Lula?

Só falta ela dizer, para ganhar o apoio dos evangélicos e dos católicos sérios, que não apóia a "união civil de pessoas do mesmo sexo", que faz parte integrante de seu programa de governo. Será que os homens e mulheres, cristãos, que valorizam a vida, em qualquer dos seus estágios, vão se deixar enganar pelas promessas de campanha da Sra. Dilma? Não podemos acreditar nisso. A não ser que sejamos tão ingênuos e infantis, que não percebemos as armadilhas que estão por trás de tais promessas de última hora. Quando as pesquisas estavam de seu lado, Dilma não deu a mínima para os evangélicos. E deu atenção aos evangélicos, que estão interessados em se proteger, por trás do manto do governo. Só Deus sabe porquê.

E vem o senador Marcelo Crivella, a quem tanto admirei, por suas obras sociais, dizer de público, que vai criar uma "Força-Tarefa" para defender a candidata do PT, pois os evangélicos se equivocaram. Era só o que faltava! O senador tem suas razões e seus interesses. Nós defendemos os interesses do Reino de Deus!.

Diversos servos de Deus, como Pastor Paschoal Piragine, da igreja Batista de Curitiba, Pr. Silas Malafaia, e o utros, levantaram a voz contra o programa iníquo de falsos direitos humanos. De minha pequena trincheira, dei minha modesta colaboração. E espero que Deus faça o que não podemos fazer, não deixando o Brasil cair nas mãos dos que estão ao lado da iniqüidade.

Há evangélicos que criticam nossa posição, afirmando que deveríamos combater as iniqüidades dos pastores, dos ministérios oportunistas, que deveríamos combater o capitalismo, etc. Concordo. Mas a hora é de combater o oportunismo político, que quer usar os evangélicos como massa de manobra, em favor de um programa de governo que é institucional, e quer jogar na lata do lixo os princípios cristãos.

Desse modo, de minha pequena posição, como ministro do evangelho, alerto para que não caiamos no conto de ultima hora, da candidata do PT. Se esse programa de governo, que ela assinou e defende, maldições e mais maldições virão sobre nossa nação.

Deus Salve o Brasil!!

Se o presidente da República, "fora do expediente", pode dizer em que vota, eu também, "fora do expediente pastoral", digo que votarei no senhor Serra. Não que ele seja perfeito, que aprove todas as suas idéias. Pelo menos, ele tem sido ponderado, com relação aos temas caros para a fé cristã. Votei em Marina e espero que ela apóie o Serra para presidente. Esse é o meu alerta e meu conselho.

Em Cristo,

Elinaldo Renovato de Lima - Pastor"

sábado, 17 de julho de 2010

SUCESSO, GRANDEZA E SUAS EFEMERIDADES

No anti penúltimo Domingo do mês de Junho, 13, aqueles que fazem uso das Lições Bíblicas da CPAD para Escola Dominical, estudaram a Lição de número 11 cujo título é: "A Excelência do Ministério", lição essa que motivou-me escrever este pequeno artigo; no dia que também comemorou-se o dia do Pastor e a lição foi muito oportuna à data do Domingo, pois tratava de um personagem bíblico, Baruque, que parece ter sido frustrado por não conseguir aquilo que estava em seus planos de grandeza; no capítulo 45 do livro de Jeremias o Senhor, através do Profeta das Lágrimas, indaga a Baruque: "E procuras tu grandezas? Não as procures; pois eis que trarei mal sobre toda carne, diz o Senhor; a ti porém, eu te darei a tua vida como despojo, em todo lugar onde fores" (v 5)

A tal mania de grandeza, e desejo de buscá-la, não é particularidade de Baruque, passados mais de dois mil e quinhentos anos o mesmo sentimento de Baruque continua atuando em alguns crentes, parece que não basta servir ao Senhor e ser recompensado no porvir. O "natural" é ter GRANDES igrejas, GRANDES ministérios, GRANDES templos, um GRANDE patrimônio para a igreja, um GRANDE número de membros, mas infelizmente essa mania provoca, em muitos casos, outros GRANDES e notórios problemas: grande número de pessoas vazias em grandes templos, grande quantidade de pessoas decepcionadas com aquilo que lhe apresentaram como Evangelho, um grande número de crentes que, empolgados com a mania de grandeza, foram frustrados com a grande verdade da cruz que devem carregar.

Grande é o alcance da Cruz para a Salvação, mas dizem ser ela grande para a conquista dos sonhos, de patrimônios e etc.;
Grande é a necessidade de os cristãos mostrarem ao mundo o GRANDE benefício em servir a Cristo;
Grande é a dor de pessoas que perecem na miséria enquanto muitos segmentos evangélicos gloriam-se em inaugurar seus grandes feitos e gastar enorme soma em dinheiro como justificativa para dar "o melhor pra Deus";
Mas louvado seja Deus que maior que tudo aquilo que têm sido feito em desfavor do Evangelho é a graça e benevolência daquele que é, de fato, Grande; Ele sim tem toda a GRANDEZA e nenhuum de Seus pensamentos pode ser impedido, é nEle que tenho esperança que o Brasil se torne um grande celeiro de servos, pois os servos sim serão grandes; nEle que reside minha esperança que a Igreja Evangélica aqui exalte em todo tempo a Grandeza da Salvação imensurável de Cristo manifesta na cruz, e que todas as outras coisas sejam tratadas como devem ser, com a importância devida, mas nunca como prioridade absoluta e com uma grandeza que lhe atribuem mesmo sendo vaidade.

Como escrevi no começo da postagem, pensei em escrever esse post quando li a Lição Bíblica da EBD, então, para encerrar, ficam aqui as palavras do comentarista daquele trimestre: "O sucesso faz o nome do obreiro, todavia não o torna conhecido diante de Deus. Dá-lhe riquzas, porém, não lhe proporciona prosperidade espiritual. Enche-lhe o templo, mas não raro, de crentes vazios. confere-lhe prestígio, entretanto, não lhe aumena a reputação diante daquEle que tudo vê e tudo conhece. Abre-lhe as portas aos poderosos, não obstante, fecha-lhe as do Todo Poderoso. O sucesso faz a Igreja de Laodiceia, mas somente a excelência pode conferir a beleza de Filadélfia e a perseverança de Esmirna. O Sucesso ministerial sem a excelência do Cristo de Deus nada é." ( Pr. Claudionor Correa de Andrade)


terça-feira, 8 de junho de 2010

NORMAN GEISLER-TEOLOGIA SISTEMÁTICA PELA CPAD


Após veicular a notícia que publicaria a Teologia Sistemática de Norman Geisler, a CPAD o faz.
Norman Geisler é considerado por muitos o maior Apologista da fé cristã na atualidade. Ph D em filosofia Geisler é autor e coautor de mais de 70 obras, algumas delas foram traduzidas para o português e estão à venda no Brasil.

Na loja virtual da CPAD encontramos as seguinte informações sobre a obra:

"2 volumes
Através de uma abordagem filosófica você obterá o conhecimento necessário sobre as principais doutrinas do Cristianismo.
Além disso, seus comentários, sobre história, ciência e ética são ideais para quem deseja ter sólidos argumentos apologéticos, contra as heresias do mundo contemporâneo e materialista.

2 volumes
Vol I - Introdução; Bíblia; Deus; Criação
Vol II - Pecado; Salvação; Igreja; Últimas Coisas"

A Teologia de Geisler seria composta de 4 volumes como pode ser visto em propaganda veiculada na revista "Lições Bíblias" do 4º Trimestre de 2009, mas a CPAD lançou dois volumes abrangendo todo o assunto, que estão à venda no site da CASA por R$ 212,41, já na livraria virtual, Erdos, é possível comprar a Teologia por R$149,00, um grande desconto.
Eis alguns comentários sobre a obra de Norm:

"Como o clímax e a síntese de décadas de ensino e escritos de Norman Geisler, esta obra inestimável despertará o interesse de todos que apreciam abordagens filosóficas, históricas e apologéticas da Teologia. Explicações e definições de termos-chave tornam esse texto acessível para uma ampla gama de leitores, começando pelos estudantes que iniciam na Teologia. Impressionante no seu fôlego e nos detalhes, os tópicos são apresentados de maneira lógica que estimula tanto o aprendizado quanto à disseminação do conhecimento adquirido. Estamos diante de uma obra enciclopédica, que contém pérolas incontáveis em um texto agradável. E tudo isso reunido em uma só capa.
Gary R. Habernas
Mestre da Universidade Liberty


Em nossa época, são raros os estudiosos que respondem às objeções de críticos e céticos com a perícia do Dr. Norman Geisler. Para nós, felizmente, ele apresenta as evidências bíblicas e a análise dos temas de maneira clara e precisa, que lhe ajudará muito bem no seu estudo das doutrinas bíblicas.
Dr. John F. Ankerberg
Presidente do Instituto de Pesquisas Teológicas Ankerberg


Os melhores teólogos são aqueles que também se destacam na Filosofia. Só que neste caso, logicamente, nem sempre conseguimos compreender exatamente o que eles estão querendo dizer. Norman Geisler tem o dom singular de ser ao mesmo tempo um filósofo e um teólogo que lida com conceitos profundos numa maneira que o homem simples consegue compreender com facilidade. Conseqüentemente, esta teologia sistemática não ficará somente na escrivaninha dos estudiosos, mas também na do pastor, e freqüentará também a mesa de café de muitos leitores leigos.
Dr. Paige Petterson
Presidente do Seminário Teológico Batista do Sudeste dos E.U.A


Em uma era que coloca a sua ênfase na especialização, Norman Geisler é um exemplo de pessoa que apresenta a rara e preciosa habilidade de reunir as três necessárias para se exercer a Teologia Sistemática: formação filosófica minuciosa, facilidade nas diversas categorias de teologia, e a capacidade de fazer a exegese do texto bíblico. Não conheço ninguém que reúna estas três capacidades melhor do que ele, e o Volume I, juntamente com os demais, é fruto de uma vida que Geisler apresenta como um comunicador, o resultado é verdadeiramente marcante. Estou muito feliz em, finalmente, ver esta Teologia Sistemática ser colocada à disposição da igreja.
J. P. Moreland
Distinto Mestre em Filosofia, Faculdade de Teologia Talbott, Universidade de Biola


Tendo sido grandemente beneficiado com o estudo da Teologia sob a orientação do Professor Norman Geisler há cerca de vinte anos, desejei por algum tempo ver sua vasta pesquisa teológica compilada na forma de uma Teologia Sistemática. Com a publicação deste volume, o meu desejo está se tornando realidade! Para as pessoas que valorizam o pensar minucioso, a lógica firme, a justa ponderação e as perspectivas teológicas, esta Teologia Sistemática se constitui em leitura indispensável.
Dr. Ron Rhodes
Presidente do Ministério Reasoning From Scriptures


Um trabalho profundo de uma das melhores mentes teológicas e filosóficas de nosso tempo.
Dr. Ravi Zacharias
Presidente de Ravi Zacharias International Ministries


Tremendo! Teologia Sistemática do Dr. Geisler é um livro que não deve faltar em nenhuma biblioteca. Há poucas obras tão exaustivas na abordagem ou tão eruditas na apresentação comparáveis a esta. Eis um livro ao qual você deve dedicar a sua total atenção.
Josh MacDowell
Orador, autor de Evidência que Exige um Veredicto e Mais que um Carpinteiro." fonte: erdos

Eu sou amante de obras apologéticas e quero adquirir essa em breve; a importância de obras assim é que elas nos mostram como é possível defender nossa fé com inteligência diante dos desafios atuais, não que o dedicar-se ao aprofundamento intelectual irá substituir tudo aquilo que temos aprendido, mas é que uma fé sólida somada ao conhecimento e reflexão acerca daquilo que Deus fez irá nos fazer mais capazes e aptos a "responder quem nos pedir a razão da esperança que há em nós".,

quinta-feira, 3 de junho de 2010

CONFIANÇA, ANSIEDADE E FÉ

imagem: poetisasonhadora


Em Mateus 6 Jesus fala sobre a confiança que o cristão deve ter em Seu Senhor, não há necessidade de andarmos ansiosos de um lado para o outro incomodados com as coisas terrenas, Jesus assevera que ninguém, por mais ansioso que esteja, pode acrescentar um côvado ao curso de sua vida. De fato se ansiedade trouxesse benefícios talvez eu e você já estaríamos em um patamar bem mais elevado, quão fácil é estar ansioso por algo que não vem, por alguma coisa que esperamos, por alguma promessa que talvez nem tenha sido Deus quem efetuou, por algum sonho que sonhamos e que emocionalmente atribuímos a Deus o prometer. Em dias que nos espreitam de forma ímpar não é raro estarmos com os nervos à flor da pele por tanto desejarmos ver o que nosso coração almeja, ou talvez por vermos com tanta frequência o que nos desagrada, isso também traz ansiedade. Isso nos torna fracos, frustrados, às vezes sem esperanças, mas não é assim só conosco, grandes homens tiveram experiências semelhantes.

Em I Reis 19 o grande profeta Elias é retratado como um homem que foge de uma mulher, ela é a sacerdotisa Jezabel, mulher do Rei Acabe. O interessante é ver que no capítulo 18 do mesmo livro o profeta clamou a Deus e diante de milhares de pessoas Deus o honrou fazendo descer fogo do céu, após isso Elias faz morrer seus 850 desafiados, os profetas de Asera e Baal; após o fato do monte Carmelo ele ora a Deus e volta a chover. Como após esses dois grandes feitos Elias foge com medo de uma mulher tirar-lhe a vida? Por que é que pede a morte após ter mostrado Deus que era com ele? É que Elias era humano, assim como eu e você, sentia medo, era intrépido e valente quase sempre, mas ele sentiu medo, sua fé fraquejou, mas ainda assim Deus não o abandonou, porque ele não abandona aqueles que, mesmo fracos, têm um coração que é temente a Ele.


Há dias em que nossa fé parece ser capaz de mover o globo terrestre, mas há dias que não temos forças para ler a Palavra de Deus, há dias em que não conseguimos orar e "ver" nossa oração chegar ao céu, por que?

Seguir a Jesus nos faz entrar em situações como a relatada em Mateus capítulo 8, quando os discípulos entraram em um barco com Jesus no Mar da Galiléia e se viram abatidos por uma forte tempestade, águas que faziam com que eles, experientes pescadores, ficassem atemorizados, com medo da morte. Mas como naquela ocasião, devemos crer que se estamos de fato seguindo ao Mestre ele então está no controle, ainda que em silêncio, Ele está vendo tudo, pode até parecer que dorme mas "Ele é a sua sombra à sua direita" pois "não dormita nem dorme o Guarda de Israel", certamente não deixará perecer aqueles que O amam, que seguem-no em todo tempo.

Importa que nossa fé esteja nele e nele esperemos, que depositemos nossa ansiedade diante dEle em oração, como diz o texto de Filipenses 4.6,7: "Não andeis ansiosos de coisa alguma; em tudo, porém, sejam conhecidas, diante de Deus, as vossas petições, pela oração e pela súplica, com ações de graças. E a paz de Deus, que excede todo entendimento, guardará o vosso coração e a vossa mente em Cristo Jesus"

Ele sempre será Deus e nunca deixará de nos amar, mas também nunca deixará de nos ensinar o que necessitamos, ainda que através de uma tempestade no mar, contudo, isso não é motivo para nos desesperarmos, mas para crermos ainda mais em Seu cuidado em nos aperfeiçoar para herdarmos o céu.

VOLTA AO BLOG


Após vários dias sem postar no blog volto a fazê-lo hoje e penso que conseguiurei continuar postando regularmente. O acesso ao blog não é tão numeroso, mas é certo que o propósito não é ser, primeiramente popular, mas relevante;assim, caminhemos procurando ser instrumento nas mãos do Senhor, é isso que Ele deseja de nós.

O PÚLPITO PENTECOSTAL (2)

Se por um lado há falta de preparo por parte de muitos pregadores sobre os púlpitos (leia aqui ), de outro há uma tendência em achar que ...