sexta-feira, 27 de maio de 2016

A EXCELÊNCIA DO EPISCOPADO

Em sua primeira carta a Timóteo, Paulo, o já experimentado apóstolo, instruindo o jovem pastor afirma-lhe, antes de apresentar os requisitos para escolha de um bispo, que servir a Deus através do episcopado é algo excelente:

"Fiel é a palavra: se alguém aspira ao episcopado, excelente obra almeja." 1 Tm 3.1

Para esclarecer a expressão traduzida como episcopado, vejamos:

"De acordo com o Novo Testamento, os termos 'bispo', 'pastor', e 'presbítero' são sinônimos. A palavra bispo significa 'supervisor', e os presbíteros têm a responsabilidade de supervisionar o trabalho da igreja (At 20:17, 28; 1 Pe 5:1-3). 'Presbítero' é a tradução do termo grego presbutes, que significa 'um ancião'. Paulo usa o termo presbítero em 1 Tm 4:14, referindo-se não a uma denominação, mas ao conjunto de presbíteros da assembleia que ordenaram Timóteo." (WIERSBE, v. 6, 2014)

Portanto, exercer o episcopado é equivalente, nos dias de hoje, a pastorear, a supervisionar, a administrar religiosa e administrativamente uma congregação.

Interessa aqui pensar sobre o que Paulo disse a cerca do ser pastor [bispo] ao jovem Timóteo. O apóstolo dos gentios diz que é coisa excelente, ou, mais precisamente, é obra excelente. Mas já no versículo 2 Paulo inicia o trecho com a expressão: "É necessário, portanto...". Em seguida é exposta uma lista de requisitos para aqueles que desejam ser pastores.

Segundo Shedd em nota de rodapé da Bíblia de Estudo que leva seu nome: "N. Hom. 3.2-7 As qualificações do pastor: 1) Morais: irrepreensível, com autocontrole. 2) Mentais: sábio, apto para ensinar. 3) Pessoais: hospitaleiro, experimentado." (p. 1689)

A figura do pastor nos dias de hoje já não é como há anos atrás. Em tempos remotos ser pastor era sinônimo, na maioria dos casos, de retidão, piedade, seriedade etc. Infelizmente, parece que o título ocupou em nossos dias um lugar de "destaque" no meio dos cristãos e já não reflete mais o supervisor, o superintendente, o dirigente religioso e administrativo descrito pelas Escrituras, o qual com piedade servia de modelo à congregação. Mais grave ainda, muitos são constituídos pastores sem preencher os requisitos bíblicos, são assim, numa afirmação mais ousada, pastores deficientes, dos quais pode-se esperar dificuldades no exercício da obra para a qual não são, biblicamente, capazes.

Entretanto, relembremos que almejar o episcopado, segundo Paulo, é algo excelente, não por poder desfrutar de privilégios que alguém possa pensar receber por causa do título, mas porque é honroso servir ao Senhor e à igreja. Ser obreiro na ceara do mestre deve ser motivo de alegria, pois deve ser um caminho de proximidade com o exemplo do Servo Sofredor, o qual veio para servir, e não ser servido.

Aos que almejam o ministério pelo que a Bíblia diz que ele o é, e vejamos que pode ser caminho espinhoso, apertado, delicado, sacrificial, algo muito bom desejam.

Dê o Senhor à sua igreja mais obreiros, pois grande é a ceara.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"PAI-NOSSO - SLIDES PARA LIÇÃO 06, DE JOVENS, CPAD, 2º TRIMESTRE DE 2017

Lição 06 Jovens - "Pai-Nosso" - 2º Trimestre de 2017/ Lições Bíblicas CPAD de João Paulo Silva Mendes Lição 06 Jovens...