sexta-feira, 18 de setembro de 2009

A LIBERDADE NO IRÃ E NOSSA LIBERDADE.

imagem: cacp

da Folha Online

"O clérigo Ahmed Khatami disse nesta sexta-feira, em um sermão transmitido pela TV, que os líderes dos protestos que geram caos político no país há quase duas semanas serão punidos com rigor e que alguns são "passíveis de execução", de acordo com tradução da agência de notícias Associated Press.
Conforme a agência Reuters, o que o clérigo disse foi que os manifestantes são "mohareb", pessoas que entram em guerra a Deus, e que devem ser punidos "com rigor e selvageria". Pela lei islâmica, a punição para os "mohareb" é a execução.
Raheb Homavandi/Reuters

O clérigo iraniano Ahmed Khatami reza diante de fiéis em Teerã após pedir "punição severa"
"Qualquer um que luta contra o sistema islâmico ou o líder da sociedade islâmica o fazem até a destruição completa", disse o clérigo Khatami, em discurso pronunciado na Universidade de Teerã. "Pedimos que o Judiciário confronte os líderes dos protestos, das violações, e aqueles que apoiam os Estados Unidos e Israel fortemente e, sem piedade, dê uma lição a todos."
O clérigo, além de acusar os manifestantes de estarem em "guerra com Deus", também criticou a mídia estrangeira de divulgar falsas notícias, principalmente a britânica BBC. "Em sua inquietação, os britânicos têm se comportado de forma obscura e é certo acrescentar o slogan "abaixo o Reino Unido' ao slogan "abaixo os EUA'", disse o clérigo que, na sequência, foi interrompido pela plateia, que gritava "morte a Israel".



É triste ver que existem seres humanos submetidos a um governo como esse, proibidos de manifestações pacíficas, proibidos de proclamarem outra religião e tantas outras liberdades que que são tolhidas por um regime que se diz da parte de Deus.
Qual Deus? Se o Islã e o Cristianismo servem a Deus qual o motivo de não poderem coexistir naquele lugar ? Um dos dois está sendo liderado por alguém que não é o Deus verdadeiro.
O verdadeiro Deus é amoroso e após ter mostrado seu imenso amor em Cristo Jesus não estaria por trás de um regime que mata pessoas por manifestarem suas opiniões e discordarem daquilo que é da parte dEle. Ateus, céticos, adpetos de seitas por todas as partes manifestam seu repúdio a Deus e Ele não as fulmina, por que? Porque eles têm liberdade de fazê-lo, Deus nos fez livres, livres para pensar, para falar, para dar ouvidos ou não à sua voz que se manifesta através das coisas criadas, de Sua Palavra do testemunho no interior de cada homem.

A punição severa que Deus imputará a alguém é a separação eterna do Criador, no inferno não haverá possibilidade de salvação, e não pensem que é ficção ou alegoria bíblica, há passagens e textos em abundância que mostram a realidade do lugar de tormento onde haverá choro e ranger de dentes, lá sim receberão punição aqueles que desprezaram a salvação oferecida por Ele em Cristo, isso é ser justo, pois todos nós temos a oportunidade de decidir entre servir a Cristo ou não servir. E quanto àqueles que não ouviram falar do Seu nome? Deus é justo, Ele é justiça, não tomará por culpado o inocente, a salvação pertence a Ele, o que nós devemos meditar é naquilo que Ele nos cobrará, pois estamos em um país onde todos têm liberdade, que em muitos já é libertinagem, para decidir que caminho seguir, mas lembre-se: um dia daremos conta de nossos atos, e não seremos tido como ignorantes quanto ao conhecimento de Deus.

Quem pensa que é livre e vive distante do Criador na verdade é escravo de seus desejos, suas necessidades carnais, seu ego. Só em Cristo há verdadeira liberdade, pois Ele é a Verdade e fora da verdade não há libertação.

Se o Irã impõe limites à liberdade do seu povo, um regime que reflete um deus distante de Cristo e ainda alegra-se com o ideal de por fim à nação de Israel certamete o Islã não é o caminho proposto para chegar-se a Deus. Os cristãos ao longo dos tempos têm aceitado debater abertamente com qualquer religião, e mesmo o homem sendo tão limitado ele tem conseguido obter respostas para os pontos difíceis que cercam nossa mente e mostrado que Cristo é realmente o filho de Deus e que sua mensagem é verdadeira. Se Cristo ressucitou dentre os mortos é filho de Deus, consequentemente não pode mentir e todas Suas Palavras são verdadeiras e vão se cumprir, e Ele disse que fora dele não outra caminho para o céu ( I Tm 2.5), e que foi o próprio Deus que o enviou à terra.

Faça uso da liberdade que tens em seu país - os brasileiros - e decida ser fiel a Cristo, pois o homem é como a erva, nasce pela manhã e a tarde já não é, e quando deixa de ser aqui existirá para sempre ali. Em que lugar? Você pode escolher enquanto vive.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O PÚLPITO PENTECOSTAL (2)

Se por um lado há falta de preparo por parte de muitos pregadores sobre os púlpitos (leia aqui ), de outro há uma tendência em achar que ...