quarta-feira, 21 de outubro de 2009

OBAMA CAMINHA PARA DESCRIMINALIZAR A MACONHA

É claro que não é só o ministro Carlos Minc, personalidade política, que é a favor da legalização da maconha, talvez ele até inveje Barack Obama pelo poder que este têm para fazer com que a tal legalização seja concretizada o mais rápido possível, mas o certo é que nem aqui nem lá nos EUA isso traria benefícios para a sociedade. Leia abaixo dos vídeos o que pesquisas comprovaram.


No vídeo a seguir o retrato da maconha dos EUA hoje e o caminho rumo à tragédia social:

Neste a Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado trata da atitude totalmente vexatória de Carlos Minc, em Abril deste ano, ao participar da Marcha da maconha. O deputado Paes de Lira analisa a atitude do Ministro segundo as leis nacionais e deixa claro que a atitude de Minc é condenável, diante do ponto de vista moral, ético e legal. O deputado fala de forma louvável sobre a relação do mercado consumidor de drogas e a culpa dos usuários nas inúmeras mortes diárias relacionados ao tráfico.


Nos países que descriminalizaram os índices de criminalidade e os danos à sociedade cresceram; seria que seria diferente no Brasil?

A “redução de danos” teve um preço trágico onde foi aplicada. Os programas de R.D. em alguns países europeus, como Holanda, Suíça e Suécia, resultaram num dramático aumento do uso de drogas. Como consequência, a Suécia, por exemplo, para reverter o quadro, adotou uma severa política antidrogas, ao constatar que as leis mais brandas causaram efeito devastador na sociedade. A Holanda é apresentada como modelo internacional de liberalização. Na realidade, a descriminalização de certas drogas, propiciou um aumento do crime e do uso de drogas. (Fonte Brasileiros humanitários em ação )


Ao encontro do noticiado pelo site acima citado vai também o artigo publicado por um pesquisador da FGV em Abril de 2002 no página Ciência Hoje, do portal UOL:

"Número de crimes aumentou em países que adotaram medidas descriminalizantes, mostram estatísticas
A relação entre drogas e criminalidade é indiscutível. Estatísticas mostram que nos países em que foram adotadas medidas descriminalizantes dos entorpecentes o número de crimes aumentou, paralalelamente a problemas como a maior incidência de Aids, caso de Portugal, e o narcoturismo, caso da Holanda. No Brasil, estudos apontam que 80% dos crimes são ligados ao mercado de tóxicos. A descriminalização não é a melhor maneira de combater ambos os males -- crimes e drogas --, pois pode levar o país a um processo de narcotização semelhante ao da Colômbia. " (Fonte: Ciência Hoje )


É patente aos olhos de qualquer pessoa que uso de drogas está relacionado à maioria dos homicídios no Brasil, são mais de 50 mil mortos anualmente, nem todos são motivados por tóxicos é claro, mas é inegável que grande parcela está associada a eles, não deixemos de fora o álcool que por imprudência governamental é comercializado livremente em todo o país, vendido a quem quer que seja e responsável por centenas de óbitos todos os dias.


A cosmovisão cristã tão condenada por muitos, é o que mais se necessita em dias atuais, pois a mesma não é uma visão religiosa ou ideológica que busca aprisionar o ser humano, mas libertá-lo daquilo que lhe é apresentado como liberdade, que na verdade o faz cativo do vício e modelo hedonista hodierno. Olhar o todo sobre os fundamentos estabelecidos por Jesus Cristo e os seus apóstolos é algo humano e visa a dignidade do homem frente aos seus iguais, mas isso se dá quando a mais nobre obra da criação tem em mente que o ser é mais que o ter, que somos humanos e não coisas, que o homem deve ser objeto do amor e não objeto de negócio, que fomos criados à semelhança de um Deus que manifesta seu amor em atitudes e não em discursos vãos que anestesiam mentes até que o objetivo dos eloquentes dementes sejam efetivados.
Quando cada homem tiver em mente que está impresso em nós uma moralidade quem vem daquele que nos criou,e para isso atentar e ser levado a Ele, poderemos ser melhores, poderemos ser mais humanos e menos animais.

"Porque nele vivemos, e nos movemos, e existimos..." (At 17.28a)

6 comentários:

  1. João Paulo,

    Infelizmente aqui no Brasil, além dos citados, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, também se levantou em prol da descriminação da maconha. Triste e vergonho, a atitude desses homens públicos, em algo que se converterá em tragédia maior do que a que estamos vendo hoje.

    Abraço.

    ResponderExcluir
  2. Pedro Henrique Guimarães24 de outubro de 2009 18:56

    O que você saber juber você deve fumar ou beber aposto, essa foi sua escolhe e outras pessoas escolhem a maconha como forma de "prazer"
    fora que mais de 25 mil produtos diferentes podem ser feito da cannabis o que gera empregos e desenvolvimento a nação...
    Sabe de nada e ta falando ai...

    ResponderExcluir
  3. Caro Pr Juber, a paz do Senhor.

    É verdade, também temos a figura de FHC como apologista à descriminalização da maconha; como alguém tão notável saber apóia tal ideia? De fato vivemos dias confusos, dias em que o que vale é a vontade pessoal e nada mais.
    Que o Senhor nos ajude.

    Abraço.

    ResponderExcluir
  4. Caro Pedro Henrique Guimarães,

    O Pr juber não bebe e não fuma, eu o conheço. Nós cristãos não o fazemos por simples razões, porque não dependemos, para nossa satisfação total, de algo que proporcione prazer momentâneo e que é responsável por grandes estragos na sociedade atual; se você não sabe, no Brasil são cometidos mais de 50 mil homicídios anualmente e grande parte deles está ligada às drogas ilícitas e boa parte às lícitas, como o álcool. Somos libertos das cadeis que aprisionam milhares e milhares de pessoas no Brasil e no mundo, muitas desejam se livrar mas não conseguem, se você também deseja assim há um que pode libertá-lo: CRISTO. Assim disse ele: E CONHECEREIS A VERDADE E ELA VOS LIBERTARÁ. A verdade é que fomos criados para louvor daquele que nos criou, para glorificá-lo e com ele ter comunhão, não há drogas que se compare ao prazer, ao extase que é proporcionado àqueles que têm um rela encontro com DEUS.

    Do ponto de vista meramente humano a descriminalização é um fiasco, basta olhar, como citei, os países onde isso foi feito, a aprovação de tal proposta certamente levará a sociedade a um buraco mais profundo além do que se encontra.

    Abraço.

    ResponderExcluir
  5. Quem n gosta, n fuma… e deve respeitar os outros!!
    NÃO podem comparar uma pessoa de bem q quer plantar uma semente em casa para n ter q ir comprar fumo de um traficante q se enche de dinhero pra compra PÓ E CRACK!!
    Lembro da minha vó q faleceu de cancer a 3 anos, com a decorrer da quimioterapia foi embora o apetite, perdeu muitos quilos perdeu cor ficou fraca fora as nauseas e doenças cronicas, A MACONHA PODERIA TER AJUDADO NO TRATAMENTO aumento do apetite = engordar ficar forte para combater a doença!!! ELA FUMAVA 4 MAÇOS DE CIGARROS POR DIA!!! O CANCER FOI NO UTERO E ELA FUMAVA DESDE Q TINHA 14 ANOS…USUARIO DE MACONHA N PRECISA FUMAR MAIS DO QUE 5 CIGARROS POR DIA ALEM DE AJUDAR MUITO NO TRATAMENTO DE MUITAS DOENÇAS. O TRAFICANTE VENDENDO ECTARES DE MACONHA CONSEGUE DINHERO PARA ABASTECER OS VICIADOS EM CRACK Q DOMINOU O BRAZIL!!!

    ResponderExcluir
  6. Caro Anônimo,


    O caminho não é liberar, mas educar e não permitir aberrrações como as que estão querendo fazer-nos engolir. No fato que voce citou o nelhor seria evitar o cigarro, isso sim seria o ideal.

    Abraço.

    ResponderExcluir

O PÚLPITO PENTECOSTAL (2)

Se por um lado há falta de preparo por parte de muitos pregadores sobre os púlpitos (leia aqui ), de outro há uma tendência em achar que ...