AS APARÊNCIAS PODEM ENGANAR.

Não é recente a questão de o que homem tenta passar a outros uma imagem que transmita a melhor impressão possível ainda que não seja como ele as aparências demonstram, o apóstolo Paulo falou algo sobre o assunto em Romanos 2.25-29, falava ele sobre o verdadeiro Judeu e o que o caracterizava, não eram mais os sinas externos que qualificavam alguém como justo mas, sim, o interior, o coração.
Deus deu a Abraão a ordenança de marcar a carne do homem, macho israelita, com a circuncisão, sendo ela uma marca não só humana mas também proveniente de Deus e que agradava à vontade de Deus, naquele rito judaico estava uma marca externa porém, não se constituía Judeu aquele que fosse submetido somente à circuncisão, havia outras ordenanças para que o povo de Deus fosse verdadeiramente dEle, mandamentos que muitos ignoravam preocupando-se excessivamente com o externo e descuidando-se do homem interior.
Quando Paulo escreveu a carta à igreja em Roma já não era mais o judaísmo que separava o povo de Deus daqueles que não pertenciam ao Criador, agora havia outra marca que diferenciava essas duas categorias de povos, a marca não estava mais ligada à carne e sim ao interior do homem, ao coração, e é isso que o apóstolo ensinava de forma tão sábia e própria, Cristo veio para remover aquilo que era posto pelos homens, a lei não absolvia o homem do pecado mas, sim, o tornava pecador pois a mais nobre criação de Deus não agia mais para Deus antes, para não ser condenado pelo que a lei determinava.
Em nossos tempos vemos muitos cristãos aparentemente fiéis, trajam roupas que transmitem “santidade”, como se fosse possível, falam de forma espantosa com um linguajar “evangeliquês” que impressiona pelo “fogo”, pelos “mistérios”.
Jesus observou atitudes semelhantes em seus dias (Mt 23.3), tanto que disse aos homens que poderiam fazer o que os doutores da lei diziam mas, não deveriam fazer o que eles faziam, eram hipócritas, mentirosos, ostentavam uma imagem que não lhes era verdadeira, suas atitudes eram apenas para serem bem aceitos entre os homens, Jesus veio para mudar isso, o Mestre veio mostrar ao homem que a vida cristã, a adoração e toda nossa conduta devem estar além das aparências e de lugares físicos, ao ser questionado por uma mulher Jesus lhe disse que deveria adorar a Deus em Espírito e em verdade e não cumprindo simplesmente um costume humano: "Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim o adorem." (João 4 : 23).
Embora o cristão deva manter uma aparência agradável, descente e não sensual, isso não qualifica qualquer ser humano de aparência piedosa como filho de Deus, infelizmente o que mais ameaça as igrejas evangélicas são pessoas que estão no meio dos evangélicos, pessoas que não demontram frutos de arrependimento (Mt 3.8), homens e mulheres bem vestidos mas encharcados de engodo, mentira, contendas e desamor, aqueles que procedem sem amor, apenas enganam a si mesmo, não são parte daqueles que desfrutarão o gozo eterno, o Senhor nos adverte que, se não amamos o irmão a quem vemos não podemos amar a Deus que não vemos ( 1 Jo 4.20; 2.10; 3.10 ).
Jesus foi bem claro em Mt 21.19 ao amaldiçoar a figueira, ela não continha frutos, somente aparência, Jesus olha por detrás das folhas, por detrás daquilo que o homem apresenta, como já escrevi em outra postagem uma particularidade da figueira era nascerem os frutos antes da folhagem então, obrigatoriamente aquela figueira deveria ter frutos.
Não se impressione por ver pessoas que sustentam uma bela imagem, uma fala envolvente, uma vida "espiritual" demonstrada através de algumas manifestações durante reuniões, não adimire ninguém por isso, vá além, olhe os frutos, a Palavra de Deus diz que olhando nós para o Mestre não veríamos nele boa aparência para que o desejássemos ( Is 53.2) porém, ele era o Rei dos Reis, não houve ninguém que mostrou mais frutos que Ele, mais obediência, mais humildade, Ele é nosso exemplo, é nosso modelo perfeito.
Sejamos cheio do Espírito Santo e desfrutemos de seus dons pois são também para nossos dias (At 2.39), mas lembremos de que devemos ir além do momento do culto, nosso viver cristão não consiste nas poucas horas durante a semana que passamos na igreja, devemos frutificar diante dos olhos do mundo para que Cristo seja em nós glorificado.


Em Cristo,


João Paulo

Comentários

  1. João Paulo, meus parabéns pelo prêmio. Também o recebi recentemente, e como não sabia que você havia recebido, o indiquei ao mesmo.

    Graça e Paz.

    ResponderExcluir
  2. Caro irmão João Paulo, descobri seu blog pelo google.
    Gostei muito de sua postagem. Uma postagem objetiva de conteúdo sólido.
    Não há como descordar de nada no tocante a sua visão escritorística.
    Este pecado que o irmão se refere da 'falsa aparência' infelizmente é visto com facilidade em nosso meio evangelico. É claro que para muitos a culpa não é deles e sim, de sua formação.


    Se quiser me visitar meu blog é
    www.presbiteroantoniocarlos.blogspot.com

    Será um grande prazer receber sua visita.

    Um abraço!

    ResponderExcluir
  3. João, falaste com bastante sabedoria. Como cristão, vejo muitos hipócritas nas nossas igrejas. Muita gente ainda precisa ter um encontro verdadeiro com Cristo e se arrependerem das suas transgressões.

    ResponderExcluir
  4. Faculdade Teológica,

    Obrigado pela participação.

    JP

    ResponderExcluir
  5. Pr Juber,

    Paz do senhor

    Ogrigado pelos parabéns e por me indicar também, eu já havia observado em seu blog o recebimento do prêmio, parabéns ao Pastor também.

    ABraço,

    JP

    ResponderExcluir
  6. Irmão Antônio Carlos,

    O fato de haver alguns cristãos com um carater "defeituoso" se dá, como o irmão disse, em alguns casos por culpa de seus líderes que não enfatizam a necessidade da transformação ocorrer de dentro para para fora, devemos preocupar em nos apresentarmos de forma irrepreensível ante os olhos daquele que tudo vê, daquele que sonda o interior e de quem nada pode estar oculto.
    Também há aqueles que levam uma vida dúbia por assim gostam, receberam instrução, sabem da necessidade de se mostrarem santos mas não o fazem, Deus no último dia fará separação entre o trigo e o joio, esperemos nele esfoçando-nos para ajudarmos todos quanto for possível, exotando-os no amor.

    em Cristo,

    JP

    ResponderExcluir
  7. Anônimo,

    Paz do Senhor!!

    Muitas pessos não entenderam ainda qual o verdadeiro significado do Evangelho, a transforção que deve transparecer na vida daqueles que dizem tê-lo abraçado.
    Como disse noutro comentário parte desse problema se deve a alguns líderes que não seu papel de ensinadores das escrituras.
    abraçar a Jesus é muito mais que estar presente em reuniões "cristãs", é deixar que Ele seja visível em nossas atitudes, em nosso viver.

    Em Cristo,

    JP

    ResponderExcluir
  8. Caro João, a paz do Senhor.

    O que está acontecendo em muitas igrejas é realmente assustador, a cada dia aumenta o número de "convertidos”, várias denominações estão em busca de um crescimento quantitativo. Esquecendo-se de fazer de cada novo membro que é introduzido na igreja um cristão genuíno.
    Que adianta temos uma igreja com um grande número de membros, se a grande maioria ainda não sabe o verdadeiro significado de o que é ser cristão?

    "Se alguém é ouvinte da palavra, e não cumpridor, é semelhante ao homem que contempla no espelho o seu rosto natural e,
    depois de se contemplar a si mesmo, vai-se e logo se esquece de como era". ( Tiago 1:23-24).

    Fraternalmente.

    FJ

    ResponderExcluir
  9. Irmão Francivaldo,


    o que o irmão relatou é verdade, temos um "crescimento" muito grande em número mas, em qualidade pecamos, muitos estão dentro das igrejas em busca de bençãos, vitórias, prosperidade e etc. Alguns líderes cristãos que tem por obrigação pregar a Palavra como ela é, serem ensinadores, discipuladores não cumprem seu papel, com isso muitos cristãos não sabem nem ao menos o plano da salvação, não sabem o propósito da morte de Jesus e tantas outros ensinos necessários à uma fé saudável.
    Penso ser verdade o que muitos dizem acerca de uma reforma urgente no meio cristão evangélico em nosso país, do contrário a igreja caminha para não ser parte da Igreja que o Senhor Jesus arrebatará.

    Em Cristo,

    JP

    ResponderExcluir
  10. A PAZ DO SENHOR, JOÃO PAULO. FICO MUITO FELIZ POR SEUS COMENTÁRIOS E ME ALEGRO PORQUE PENSAMOS IGUAL QUANDO O ASSUNTO É A IGREJA. QUE DEUS POSSA CONTINUAR NOS ABENÇOANDO PARA QUE NO FUTURO CONSIGAMOS,JUNTO COM OS NOSSOS PASTORES, SOLUCIONAR ESSES PROBLEMAS QUE TANTO NOS PERTURBA.

    ResponderExcluir
  11. Irmão Dc Daniel,

    Bom seria se os líderes atuais, aqueles que não fazem valer o título de Pastor, se dedicassem hoje para instruir o rebanho a se comportar de forma digna, segundo as orientações bíblicas.
    Em muitos casos são os lÍderes que tem uma conduta que difere daquilo que pregam, penso que Deus tem levantado muitos homens, jovens para usá-los de forma que a igreja volte a ser o que era em seu início e, em Cristo espero que sejamos parte desses que por DEus serão usados para a igreja volte a ser IGRREJA.

    Em Cristo,

    JP

    ResponderExcluir
  12. VC JÁ VIU O QUE QUEREM FAZER COM A IGREJA?
    SE NÃO VIU, DÊ UMA OLHADINHA NO MEU BLOG. É INACEITÁVEL ISSO. FICA NA PAZ E CONTINUA ASSIM. UM ABRAÇÃO.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

REVISTA LIÇÕES BÍBLICAS PARA JUVENIS - 3º TRIMESTRE DE 2016

QUEM ERA CALEBE ?

O MEU CÁLICE TRANSBORDA