quinta-feira, 25 de junho de 2009

AMOR, O DOM SUPREMO - LIÇÃO 13

"AINDA que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine.
E ainda que tivesse o dom de profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivesse toda a fé, de maneira tal que transportasse os montes, e não tivesse amor, nada seria.
E ainda que distribuísse toda a minha fortuna para sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, e não tivesse amor, nada disso me aproveitaria.
O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não trata com leviandade, não se ensoberbece.
Não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal;
Não folga com a injustiça, mas folga com a verdade;
Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.
O amor nunca falha; mas havendo profecias, serão aniquiladas; havendo línguas, cessarão; havendo ciência, desaparecerá;" (I CO 13.1-8)


Links para os subsídios:

Ensino dominical - Isaías de Jesus

EBD WEB - Pr. Kenneth Wieske
EBD WEB - Pb. José Roberto
Blog do Alexandre Malta, "Avalie seu amor baseado em I CO 13.4-7"


"Nisto todos conhecerão que sois meus discípulos, se vos amardes uns aos outros." (Jo 13 : 35)

2 comentários:

  1. Caro João Paulo Mendes,
    Graça e Paz!

    Parabéns pelo seu blog.
    Cheguei aqui através da sua visita ao POINT RHEMA.
    Grato pela parceria.
    Já estou seguindo seu blog, bem como também já está linkado lá.
    Confira!
    Um grande abraço!
    Pr. Carlos Roberto

    ResponderExcluir
  2. Olá Pr Carlos Roberto, Paz do Senhor!

    Obrigado pela visita e pela parceria.

    Abraço,

    ResponderExcluir

O PÚLPITO PENTECOSTAL (2)

Se por um lado há falta de preparo por parte de muitos pregadores sobre os púlpitos (leia aqui ), de outro há uma tendência em achar que ...